Zavascki foi advogado do BC e é doutor em direito civil

Teori Albino Zavascki é o terceiro nome indicado para uma vaga do Supremo Tribunal Federal pela presidente Dilma Rousseff. Antes dele, ela nomeou os ministros Luiz Fux e Rosa Weber.

BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

11 de setembro de 2012 | 03h04

Zavascki nasceu em Santa Catarina, mas fez carreira no Rio Grande do Sul. Formado em 1972 pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), é mestre e doutor em Direito Processual Civil.

Em 1979, aprovado em concurso público para o cargo de juiz federal, não tomou posse. Concursado do Banco Central, ali atuou como advogado até março de 1989. Depois de sair do BC, passou a integrar o Tribunal Regional Federal da 4.ª Região.

Com 64 anos, Zavascki ficará no STF até completar os 70 anos, quando terá de se aposentar compulsoriamente.

Fora do tribunal, auxiliou o governo na discussão da reforma do Judiciário, especialmente na área de processo civil. Nos últimos anos, tem se dedicado a estudar a eficácia de sentenças proferidas por tribunais constitucionais.

No TRF, costuma ser apontado como sisudo e formal na relação com os advogados. Entre assessores, é conhecido como "Terrori". Conforme ex-assessores, o ministro impõe metas, inclusive para seus estagiários. / FELIPE RECONDO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.