Wilson Santos (PSDB) conquista reeleição em Cuiabá

Prefeito vence com 60,47% dos votos, enquanto seu rival Mauro Mendes (PR), obteve 39,53%

Da Redação, estadao.com.br

26 de outubro de 2008 | 20h12

Wilson Santos, do PSDB, foi reeleito prefeito em Cuiabá (MT) neste domingo, 26. Ele obteve 60,47% dos votos e garantiu a vitória sobre Mauro Mendes, do PR, que conquistava 39,53%. Sua campanha apostava no equilíbrio das contas do município e na continuidade das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) na cidade para conquistar a reeleição.   Veja também: Confira como foi a cobertura no blog tempo real  Geografia do voto: desempenho dos partidos no País  Cobertura completa das eleições 2008  Eu prometo: Veja as promessas de campanha dos candidatos Acompanhe a apuração em tempo real Tire suas dúvidas sobre as eleições       A campanha para o segundo turno recebeu reforço de lideranças tucanas, entre elas do ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, da senadora por Mato Grosso do Sul, Marisa Serrano, e do vereador mais votado de São Paulo, Gabriel Chalita.   Dos 368.188 eleitores da capital, 56.637 deixaram de comparecer às urnas, o que representa um total de 19,04% de abstenções. Esse percentual é explicado pelos analistas políticos como um fenômeno normal, já que no segundo turno são apenas dois candidatos para prefeito e não há os candidatos a vereador para "empurrar" os eleitores para a votação. A totalização começou pouco depois das 17 horas, local.   Os candidatos Wilson Santos e Mauro Mendes deixaram para comparecer ao local em que as urnas estavam sendo apuradas depois que mais de 50% delas já estavam totalizadas. Ao lado do local, foram instalados telões para que a população acompanhasse a apuração.    O clima de torcida se intensificava a cada urna totalizada. Os apoiadores de Santos soltavam fogos de artifício a todo instante. Durante todo o segundo turno, a campanha foi tensa, marcada por trocas de denúncias e acusações entre os dois candidatos. Outro ponto que marcou esta eleição foi a distribuição de panfletos apócrifos por todo a capital contra o prefeito Wilson Santos e seu vice Chico Galindo (PTB).   O candidato adversário Mauro Mendes não assumiu a autoria enviando, inclusive, uma carta de repúdio contra os ataques pessoais que tomaram conta do município. O presidente do TRE, Leônidas Monteiro, declarou ter ficado bastante frustrado com a baixaria da campanha eleitoral.   Para ele, foi uma decepção o fato de virem ministros de Estado para Cuiabá, como o da Educação, Fernando Haddad, e condicionarem que garantiriam recursos para o município se o candidato que era apoiado por eles fosse eleito. O que também foi alvo de críticas do presidente do TER foram as inúmeras denúncias de compra de votos. Para Monteiro o que pode ser comemorado é o fato de que os eleitores estão mais conscientes e denunciam o que acreditam que está errado.     (Com Agência Estado)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.