Voz melhora, mas Lula segue internado

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi submetido na manhã de ontem, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, à 30.ª sessão de radioterapia contra um câncer na laringe.

DAIENE CARDOSO, AGÊNCIA ESTADO, O Estado de S.Paulo

15 de fevereiro de 2012 | 03h04

Segundo a assessoria de imprensa do ex-presidente, Lula se sente melhor da inflamação na garganta e no esôfago, mas a voz dele continua fraca. Ontem, Lula voltou a consultar-se com uma fonoaudióloga, que informou que a voz do ex-presidente melhorou nos últimos dois dias. O ex-presidente também foi submetido a uma nova hidratação endovenosa. Lula foi internado no último sábado após apresentar um quadro de inflamação na garganta e no esôfago, efeito colateral típico do tratamento radioterápico. Segundo aliados do petista, ele estava bastante abatido, com dificuldades de se alimentar e já havia emagrecido mais de oito quilos nas últimas semanas.

A equipe médica que atende o ex-presidente informa que ele deve permanecer internado até sexta-feira, quando fará a última sessão de radioterapia. A internação é vista pelos médicos como cautela necessária para garantir a alimentação do petista e evitar riscos de infecção, já que o sistema imunológico fica bastante afetado com a radioterapia. Os petistas, porém, comemoram a remissão total do tumor, o que não significa cura.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.