Vou esperar decisão do PT para alianças no 2º turno, diz Lula

'Se tiver que fazer campanha eu vou fazer', diz presidente, despistando sobre se ele ficará de fora do palanque

Kelly Lima e Nicola Pamplona, de O Estado de S.Paulo

07 de outubro de 2008 | 15h20

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva esquivou-se completamente de comentar as eleições em evento realizado nesta terça-feira, 7, em Angra dos Reis. "Não me peçam para responder sobre isso", apelou o presidente em entrevista coletiva, ao ser indagado sobre a possibilidade de a candidata Marta Suplicy (PT) à Prefeitura de São Paulo conseguir virar o jogo sobre o candidato Gilberto Kassab (DEM) no segundo turno.  Ante a insistência dos jornalistas sobre sua posição em relação às eleições no Rio de Janeiro, Lula apenas comentou que iria acompanhar a decisão do partido. "Acabou esta primeira fase. Agora vem uma segunda etapa e vou esperar a decisão do partido para fazer as alianças. Se tiver que fazer campanha eu vou fazer", disse o presidente, despistando sobre a possibilidade de ele ficar de fora do palanque no Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.