Vitória de Haddad é resposta aos que demonizam o PT, diz Cardozo

Para ministro da Justiça, resultado da eleição em São Paulo é reflexo da 'fadiga da cidade sobre o que vinha acontecendo'

Gustavo Porto e Daiene Cardoso - Agência Estado,

28 de outubro de 2012 | 21h13

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou na noite deste domingo, 28, que a vitória do prefeito eleito Fernando Haddad (PT) em São Paulo é "ideal para o momento que São Paulo vive e que a cidade sofre fadiga do vinha acontecendo". Para o ministro, a vitória de Haddad é uma resposta aos que "demonizam" o PT e que criticam as administrações do partido.

Cardozo citou, como exemplo, a vitória, na década de 1980, da prefeita Luiza Erundina, hoje no PSB, como exemplo e lembrou que o partido "mostrou que sabe governar" ao longo do tempo. Ele lembrou que, quando Erundina assumiu, empresários disseram que iam deixar a cidade. Ainda segundo ele, a vitória de Haddad tem um sabor especial, pelo fato de ter sido sobre o PSDB.

Cardozo foi um dos sete ministros presentes no evento que contou com discurso de Haddad. Além dele, estavam na comemoração da vitória de Haddad também Ideli Salvatti (Relações Institucionais), Aguinaldo Ribeiro (Cidades), Alexandre Padilha (Saúde), Marta Suplicy (Cultura), Aloizio Mercadante (Saúde) e Eleonora Menicucci (Mulheres).

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012São PauloCardozo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.