Vitor Lippi (PSDB) se reelege prefeito de Sorocaba

Tucano conseguiu quase 80% da preferência do eleitorado e dá ao partido hegemonia de 16 anos

Da Redação,

05 de outubro de 2008 | 21h02

Vitor Lippi (PSDB) conseguiu se reeleger como prefeito de Sorocaba. Com 69,5% das urnas apuradas, ele aparecia com 79,67% dos votos, contra 12,36% do candidato petista, Raimundo Oliveira, tinha 12,36% dos votos neste domingo, 5. Lippi deu ao partido uma hegemonia de 16 anos de administração. O resultado das urnas neste domingo confirmou a tendência mostrada pelas duas pesquisas realizadas pelo Ibope, que apontaram ampla vantagem do candidato. Os tucanos já administram a cidade há 12 anos. Médico e ex-secretário municipal da Saúde, Lippi usou como palanque de campanha a área da saúde e as melhorias na cidade para dar qualidade de vida aos moradores. Os outros dois candidatos, Hamilton Pereira, do PT, e Raul Marcelo, do PSOL, não alcançaram o candidato do PSDB na disputa. Os dois candidatos defenderam melhorias na área da saúde e do transportes. Sorocaba pode eleger o seu prefeito já no primeiro turno. Mas só na apuração será possível saber se a entrada do ex-prefeito e deputado federal Renato Amary (PSDB-SP) na campanha do PT, o fato mais singular da disputa, alterou de alguma forma o quadro de vantagem do candidato. Em mensagem de dois minutos exibida no horário eleitoral de Hamilton, o tucano disse claramente que não apoiava o candidato do seu partido, o prefeito Lippi. Os advogados de Lippi entraram na Justiça Eleitoral e conseguiram a suspensão das inserções. Amary também pediu ao PT que não fizesse mais uso da gravação, feita em seu escritório. Por solicitação do Ministério Público, a Justiça Eleitoral proibiu a distribuição de panfletos e santinhos próximo dos locais de votação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.