Visita a Obama tem status de 'oficial'

À frente de uma potência emergente e liderança regional, Dilma Rousseff não será tratada pelo governo americano da mesma forma que os colegas da China, Hu Jintao, e da Índia, Manmohan Sing. A visita foi classificada como "oficial", e não "de Estado". Não terá banquete a rigor nem discurso no Congresso. Mas o formato da ida de Dilma à Casa Branca mostra uma tentativa de Barack Obama de criar uma relação de confiança com a brasileira. Ele vai oferecer um almoço na ala residencial da Casa Branca. A última visita de Estado de um brasileiro aos EUA foi em 1995, entre Fernando Henrique Cardoso e Bill Clinton. / D.C.M.

O Estado de S.Paulo

08 de abril de 2012 | 03h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.