Virada tucana tem ‘ajuda’ de redes sociais e WhatsApp

Durante a última semana, Aécio ganhou 300 mil fãs em sua página no Facebook, chegando a 1,8 milhão

Bruno Capelas, O Estado de S. Paulo

06 de outubro de 2014 | 00h57

A virada de Aécio Neves na última semana do 1º turno pode ter sido uma surpresa, mas foi antecipada pelas redes sociais. Assim como nas pesquisas, Aécio também cresceu na fase final da campanha no Twitter e no Facebook, contabilizando o maior número de novos fãs entre os três candidatos principais.

Durante a última semana, Aécio ganhou 300 mil fãs em sua página no Facebook, chegando a 1,8 milhão. Líder em “curtidas” no Facebook, com 2,2 milhões de fãs, Marina Silva recebeu 176 mil novos “curtidores” desde segunda, 29. Já a fanpage de Dilma recebeu 88 mil fãs, totalizando 1,2 milhão. 

No Twitter, onde ingressou apenas em julho, Aécio teve maior crescimento proporcional: 6%, chegando a 115 mil seguidores. No entanto, seu número de seguidores é pequeno perto de Dilma (2,84 milhões) e Marina (1,02 milhões). No WhatsApp, correntes pedindo votos para Aécio foram enviadas por muitos usuários nos últimos dias, incluindo mensagens que usavam as mãos de Lula para estimular o voto no 45 e conclamando os usuários a “se livrar do PT”.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.