Vídeo com falso depoimento de Lula é divulgado no Ceará

Montagem com voz adulterada do ex-presidente, que assumiu compromisso de neutralidade na disputa estadual, chegou a ser divulgada na página do Pros-CE no Facebook

Carmen Pompeu, especial para O Estado, O Estado de S. Paulo

30 de setembro de 2014 | 17h13

FORTALEZA - Na reta final do primeiro turno, começou a circular nas redes sociais um vídeo falso que mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pedindo votos para Camilo Santana, candidato do PT ao governo cearense com o apoio dos irmãos Cid e Ciro Gomes. Tudo normal, se não houvesse um compromisso assumido por Lula e pela presidente Dilma Rousseff de neutralidade no Ceará, onde o adversário petista é o senador Eunício Oliveira (PMDB), da base aliada nacional.

O material chegou a ser compartilhado, nesta terça-feira, 30, na página oficial do Pros-CE no Facebook, mas foi retirado no início da tarde, logo após a coordenação da campanha ter sido procurada pela reportagem do Estado.

No vídeo, Lula aparece dizendo o seguinte texto: "Meus amigos e minha amigas, Camilo Santana é a grande novidade nessas eleições para governador. Ele ajudou a resolver muitos problemas como deputado estadual. Pelo seu passado, pela competência que tem, ele tem tudo para ser um grande governador. Em cinco de outubro, vote 13, Camilo Santana".

A voz do ex-presidente é imitada quando o nome do candidato petista é citado. A assessoria do ex-presidente informou que a voz dele foi adulterada quando é mencionado o nome do candidato e que Lula não gravou nenhum vídeo de apoio a Camilo Santana.

Eunício, que é da base aliada da presidente Dilma Rousseff, conta com a neutralidade das duas maiores personalidades petistas na campanha cearense. Mesmo liderando nas pesquisas, Eunício vem sendo ameaçado na disputa por Camilo, que tem crescido nas pesquisas de intenção de voto, impulsionado pelos irmãos Gomes e por colar sua imagem na da presidente Dilma, que tem quase 60% da preferência dos eleitores cearenses.

A coordenação da campanha petista disse desconhecer o material e que iria apurar de quem teria sido a responsabilidade do compartilhamento no Facebook do Pros cearense, mas não deu retorno.

Tudo o que sabemos sobre:
EleiçõesLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.