Vice-presidência da comissão fica com aliados

Nove reuniões após criada, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Cachoeira escolheu ontem o deputado Paulo Teixeira (PT-SP) para a vice-presidência. Assim, os cargos-chave da comissão ficam nas mãos de parlamentares aliados do Planalto.

BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

30 Maio 2012 | 03h06

Além disso, como forma de controlar as investigações, o comando da CPI voltou a negar a criação de sub-relatorias, que poderiam abrir novos flancos de investigação. A oposição ainda tentou reagir e lançou o senador Pedro Taques (PDT-MT), apontado como um dos "independentes" da CPI. Ele obteve apenas 8 votos, ante 21 de Teixeira. Na votação secreta, dois parlamentares anularam o voto.

Controle. Com a eleição de Teixeira para a vice da CPI, petistas querem ter controle maior sobre a comissão. Eles consideram o presidente da CPI, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), "muito independente". Alegam que Rêgo, em várias ocasiões, adota decisões à revelia de Cunha. Foi assim na semana passada, quando pôs em votação requerimento para transformar a sessão em administrativa, apesar de ter acertado previamente que a reunião seria apenas para ouvir depoimentos de três integrantes da quadrilha do contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

Antes da instalação da CPI, Paulo Teixeira foi cotado para ser relator. Ex-líder do PT e com traquejo em negociações, Teixeira era considerado por seus companheiros como dono do perfil ideal para assumir a relatoria. Não assumiu, mas, aos poucos, se transformou no braço direito de Cunha.

O petista mineiro recorre constantemente ao deputado paulista. Cabe a Teixeira sair em defesa de Cunha todas as vezes em que a oposição ataca o relator. Ao lado do ex-líder do governo Cândido Vaccarezza (PT-SP), Teixeira forma a dupla de petistas responsáveis pelas negociações e acordos feitos na CPI.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.