Vereador atribui aumento de seu patrimônio à loteria

O vereador Wadih Mutran (PP), candidato à reeleição na capital paulista, atribuiu sua evolução patrimonial de R$ 1,9 milhão nos últimos quatro anos a um prêmio da loteria ganho em 2009. A cotação de bens do parlamentar dobrou de 2008 para este ano, quando declarou à Justiça Eleitoral patrimônio de R$ 3,8 milhões.

O Estado de S.Paulo

13 de julho de 2012 | 03h08

Segundo reportagem do jornal Folha de S.Paulo, Mutran disse que ganhou R$ 600 mil após apostar numa trinca - três bilhetes sorteados - cada um com prêmio de R$ 200 mil. O vereador afirmou que usou o dinheiro para comprar apartamentos.

Sorte na loteria também foi apontada como justificativa para aumento de patrimônio por outros políticos. O caso mais famoso é o do deputado João Alves, envolvido no escândalo dos anões do orçamento, que afirmou ter vencido 221 vezes.

Outro item curioso na declaração de Mutran é o que ele guarda em espécie. Dos R$ 260 mil que mantinha em dinheiro vivo em 2008, hoje a cifra alcança R$ 1,4 milhão. Segundo ele, o valor é usado para suporte familiar.

Ontem o Estado tentou falar com o vereador e candidato à reeleição, uma das figuras mais controversas da Câmara Municipal paulistana, mas ele afirmou que não queria da entrevistas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.