Mauro Carlesse/Twitter
Mauro Carlesse/Twitter

Mauro Carlesse é reeleito governador de Tocantins no primeiro turno

Candidato do PHS conseguiu 57,39% dos votos; cadeiras no Senado ficaram com Eduardo Gomes (Solidariedade) e Irajá (PSD)

Redação, O Estado de Paulo

07 Outubro 2018 | 17h38

O candidato do PHS, Mauro Carlesse, foi  reeleito neste domingo, 7,  governador de Tocantins. Com 100% das urnas apuradas,  Mauro Carlesse teve 57,39% (404.484) dos votos. O segundo colocado, Carlos Amastha (PSB), teve 31,19% (219.842). 

Em terceiro lugar, com 6,68% (47.046) dos votos ficou o candidato da Rede, Marlon Reis. Seguido de Cesar Simoni (PSL), 4,43% (31.231) e Bernardete Aparecida (PSOL) 0,31% (2.200). Os votos brancos somam brancos 1,73% (14.389) e os nulos 13,48% (112.022).

Senado

O deputado federal Irajá Abreu (PDT) e o ex-deputado federal Eduardo Gomes (SD) foram eleitos para o Senado por Tocantins. Abreu é filho da senadora Kátia Abreu (PDT) e se tornou o senador mais jovem do País, com 35 anos.

Como Ciro Gomes (PDT) foi superado pelo petista Fernando Haddad (PT) nas eleições deste domingo e não avança para o segundo turno, a senadora Kátia, candidata a vice de Ciro, ainda possui mais quatro anos de mandato no Senado. “Fiquei muito orgulhoso de ser eleito o senador mais jovem da história do Brasil. Vou retribuir a confiança dos meus eleitores com muito trabalho, dedicação e responsabilidade”, disse, por meio de sua assessoria, após ter confirmada sua eleição com quase 17% dos votos válidos, quando já haviam sido apurados 99,95% do votos tocantinenses.

A primeira vaga do Tocantins no Senado ficou com o ex-deputado federal Eduardo Gomes (SD), que obteve 20% dos votos. Gomes tem como suplente o ex-governador do Tocantins, Siqueira Campos (DEM), que era o titular da vaga, mas renunciou por problemas de saúde e passou para a 1ª suplência. Siqueira está internado desde agosto, primeiro em Palmas e, desde 1º de setembro, em um hospital na capital paulista, onde se encontra em tratamento na UTI. 

Os dois superaram os atuais mandatários Vicentinho Alves (PR), que alcançou 14% dos votos e o tucano Ataídes Oliveira (13%). Foram superados também o deputado federal do PRB César Halum (14%) e o deputado estadual petista Paulo Mourão (11%). 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.