DIDA SAMPAIO/ESTADÃO
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

Renan Filho, do MDB, é reeleito para o governo de Alagoas

Eleição também foi marcada pela desistência do senador Fernando Collor durante a campanha; Rodrigo Cunha e Renan Calheiros são eleitos para o Senado no estado, com 34,42% e 23,88%, respectivamente

Caio Nascimento e Gustavo Porto, O Estado de S.Paulo

07 Outubro 2018 | 18h43

O candidato do Movimento Democrátivo Brasileiro (MDB), Renan Filho, foi reeleito neste domingo, 7,  governador de Alagoas. Com 100% das urnas apuradas,  Renan Filho teve 77,30% dos votos - 1.001.053 eleitores votaram no candidato. O segundo colocado, Josan Leite, teve 11,06% (143.208 votos). 

Em terceiro lugar, com 7,31% (97.653) ficou Pinto de Luna (PROS), seguido de Basile (PSOL), 4,33 (56.169)%. Melquezedeque Farias (PCO) não pontuou. Os votos brancos somam 6,10% (103.344) e os nulos 17,39% (294.448). Abstenções somaram 22,60%.

Renan Filho assume o governo para um mandato de quatro anos. Antes de ser eleito, ele já estava no governo do Estado e, ao longo da sua carreira, foi Deputado Federal, com 140 mil votos. O governador também já foi alvo de um inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF), por desvio de verbas destinadas à merenda escolar da Prefeitura de Murici.

Com 3,3 milhões de habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IGBE), Alagoas tem nota 0.631, de zero a um, no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). O IGBE calcula também que o rendimento médio aproximado do trabalho formal principal dos cidadãos de 16 anos ou mais de idade é de R$ 1723 nessa unidade da federação. 

Senado

Foram eleitos para o Senado Rodrigo Cunha, do PSDB, com 34,42% dos votos (895.738) e Renan Calheiros (PMDB), com 23,88%, ou 494.027 votos. Ficaram fora Maurício Quintela, do PT (18,98%, ou 494.027 votos) e Benedito de Lima, do PP (14,00%, ou 364.316 votos)

 

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.