Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Gladson Cameli, do PP, é eleito governador do Acre

Petecão, do PSD, e Márcio Bittar, do MDB, foram eleitos senadores do Estado

Caio Nascimento, O Estado de S.Paulo

07 Outubro 2018 | 22h02

O candidato do Progressistas (PP), Gladson Cameli, foi eleito neste domingo, 7,  governador do Acre. Com 100% das urnas apuradas,  Gladson Cameli teve 53,71% dos votos. O segundo colocado, Marcus Alexandre, teve 34,54%. 

Em terceiro lugar, com 10,80%, ficou Coronel Ulysses (PSL), seguido de Janaina Furtado (Rede), 0,66%, e David Hall (Avante), com 0,29%. Os votos brancos somam 1,63% (7.238) e os nulos 4,31% (19.115). Enquanto isso, 18,99% dos eleitores se abstiveram.

Gladson Cameli assume o governo para um mandato de quatro anos. Antes de ser eleito, ele foi senador, com 58,36% dos votos válidos no pleito de 2014. O mais novo governante é filiado ao Progressistas desde 2005.

Com 869.265 habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o Acre se tornou um estado adimplente ao se posicionar entre os dez estados brasileiros a registrar superávit primário em 2017. Além disso, o Órgão aponta que o rendimento nominal mensal domiciliar per capita do Estado, em 2017, foi de R$ 769.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.