Filipe Araújo/Estadão
Filipe Araújo/Estadão

Veja os resultados de pesquisas ao governo ao redor do Brasil

Ibope publicou levantamentos em 11 Estados; confira a lista

O Estado de S.Paulo

05 Outubro 2018 | 21h16
Atualizado 06 Outubro 2018 | 16h05

O Ibope divulgou na noite desta sexta-feira, 5, pesquisas com as intenções de voto para os governos de 11 Estados brasileiros. Todas as pesquisas ouviram eleitores entre 3, 4 e 5 de outubro. Os Estados pesquisados foram Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Piauí, Rondônia, Roraima e Santa Catarina.

A margem de erro dos levantamentos é de três pontos porcentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%. O critério usado é o de votos válidos. Para calculá-lo, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos.

Confira a lista abaixo. 

Acre 

O candidato Gladson Cameli (PP) conta com 54% das intenções de voto, seguido por Marcus Alexandre (PT), que tem 35%. Em terceiro lugar, Coronel Ulysses (PSL) aparece com 8% dos votos válidos. Janaina Furtado (Rede) tem 2% e David Hall (Avante), 1%. Foram ouvidos 812 eleitores em 19 cidades do Estado. A pesquisa está registrada sob o protoloco AC-08492/2018 no TRE e BR‐01609/2018 no TSE. 

Alagoas

Em Alagoas, o cenário captado pela pesquisa indica vitória no primeiro turno de Renan Filho (MDB). Segundo o levantamento, o emedebista tem 83% das intenções de votos válidos. Em segundo lugar vem Pinto de Luna (Pros), que tem 8%.

Basile (PSOL) e Josan Leite (PSL) têm, cada um, 4% das intenções de votos se desconsiderados os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O Ibope ouviu 812 eleitores desde quarta-feira. Os registros da pesquisa são TRE (AL-09579/2018) e TSE (BR-09265/2018).

Amazonas

O atual governador do Amazonas, Amazonino Mendes (PDT), tem 35% das intenções de votos válidos. Considerando-se a margem de erro de três pontos porcentuais, ele está tecnicamente empatado com Wilson Lima (PSC), que tem 32%. 

David Almeida (PSB) vem na terceira colocação, com 19%. Omar Aziz (PSD) tem 11%; Lúcia Antony (PCdoB), 3%; Sidney Cabral (PSTU), 1%; e Berg da UGT (PSOL) não pontuou. O registro no TRE é o AM-06114/2018 e no TSE, BR-01635/2018. 

Amapá

Líder nas pesquisas de intenção de votos (36%), o senador João Capiberibe (PSB), candidato ao governo do Amapá, que tem como vice o advogado Marco Roberto, do PT, pode não ter seus votos computados na eleição. Em na sessão extraordinária realizada nesta sexta-feira, 5, o TSE manteve decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) que indeferiu pedidos de registro do PT e de seus filiados para participar das eleições proporcionais e majoritárias deste ano por falta de prestação de contas do diretório regional do Amapá. 

À época da convenção que aprovou a coligação com o PSB e o nome de Marco Roberto para vice de João Capiberibe e os dois suplentes de Janete Capiberibe (PSB) para o Senado, o Diretório do PT estava com registro suspenso no Amapá por ausência de prestação de contas na Justiça Eleitoral.

Em setembro, quando os registros de candidaturas do PT foram indeferidos, o Ministério Público Eleitoral informou que o PSB foi considerado apto a concorrer e deveria retificar o pedido de registro de candidatos para concorrer isoladamente. Mas o PSB não o fez. O PT recorreu e começou a pagar a dívida.

Nesta sexta, o presidente estadual do PT, Antonio Nogueira, disse ao Estado que aguarda a publicação do acórdão para recorrer. "Vai acontecer com a nossa chapa o mesmo que aconteceu comigo em 2008", disse ele. Naquele ano, Nogueira teve seu pedido de registro de candidatura a prefeito de Santana (segundo maior colégio eleitoral do Amapá) indeferido. Seu nome foi para a urna, mas os votos não foram contabilizados no dia da apuração. Dias depois, ao ganhar um recurso, os votos foram contabilizados e ele foi eleito prefeito. O PSB ressaltou que o que foi tratado hoje no TSE foi a participação do PT nas eleições e não do PSB e que ainda cabe recurso "por isso a campanha segue em frente".

Mato Grosso do Sul 

Reinaldo Azambuja (PSDB) lidera com 50%, seguido por Juiz Odilon (PDT), que tem 35% das intenções de voto. Em terceiro lugar aparece Junior Mochi (MDB), Humberto Amaducci (PT), com 5%, e Marcelo Bluma (PV), com 2%. O Ibope ouviu 812 eleitores em 31 municípios do Mato Grosso do Sul foram ouvidos para o levantamento. O nível de confiança é de 95%. O registro no TRE é MS 08295/2018 e no TSE é BR-03799/2018.

Mato Grosso 

O candidato do DEM ao governo de Mato Grosso, Mauro Mendes, lidera a corrida estadual. Considerando apenas os votos válidos, Mendes tem 53% das intenções de voto para o primeiro turno. Com esse resultado, o candidato do DEM poderá ganhar a eleição já neste domingo, 7. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

O candidato Wellington Fagundes (PR) tem 23% das intenções de voto e Pedro Taques (PSDB) aparece com 21%, ainda no critério de votos válidos. Considerando a margem de erro da pesquisa, os dois empatam tecnicamente em segundo lugar. A pesquisa tem registro no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Mato Grosso sob o protocolo MT-05877/2018 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR?05537/2018. 

Rondônia

Em Rondônia, o tucano Expedito Junior tem 43% dos votos válidos e está em primeiro lugar. Em segundo, Maurão de Carvalho (MDB) tem 18%, seguido por Acir Gurgacz (PDT), com 15%, e Coronel Marcos Rocha (PSL), com 8%. A pesquisa foi registrada no TRE (RO-03930/2018) e no TSE (BR-01039/2018). 

Roraima 

A pesquisa aponta liderança de Anchieta (PSDB) na disputa pelo governo de Roraima. O tucano tem 47% dos votos válidos intenções de voto, doze pontos percentuais à frente do segundo lugar, Antônio Denarium (PSL), que conta com 35%. A atual governadora Suely Campos (PP) segue no terceiro lugar com 12%. Em seguida, Temário Mota (PTB) registrou 4% e Fábio (PSOL), 3%. Foram ouvidos 812 eleitores de todo o Estado. O registro no TSE é BR-01615/2018.

Paraíba

Se a eleição na Paraíba fosse hoje, o candidato João Azevêdo (PSB) teria 49% dos votos válidos. O emedebista Zé Maranhão aparece na segunda colocação, com 31% dos votos válidos, seguido de Lucélio Cartaxo (PV), que tem 18%. Tárcio Teixeira (PSOL) tem 1% de intenção de votos válidos, mesmo porcentual atingido por Rama Dantas (PSTU).  Os registros da pesquisa são TRE (PB-04351/2018) e TSE (BR-00096/2018). 

Piauí

Wellington Dias (PT) pode vencer a disputa ao governo do Piauí ainda no primeiro turno, já que tem 53% dos votos. Ele é seguido por Dr. Pessoa (Solidariedade), que tem 22%. Em terceiro aparece o candidato Luciano, do PSDB, que soma 15% das intenções de voto. Na quarta colocação, Fábio Sérvio (PSL) tem 3%. Foram ouvidos 812 eleitores. Os protocolos no TRE são PI-00559/2018 e no TSE, BR‐05238/2018. 

Santa Catarina

Mauro Mariani (MDB) lidera a corrida pelo governo catarinense com 31% dos votos válidos. Ele é seguido de perto por Gelson Merísio (PSD), que tem 29%. Décio Lima, do PT, está em terceiro, com 23%. Em quarto lugar aparece Comandante Moisés (PSL), que tem 12%. Foram ouvidos 1.008 eleitores. O registro no TRE é SC-01620/2018 e no TSE, BR‐01457/2018.     /   Paulo Beraldo, Mateus Fagundes, Victor Rezende, Daniel Weterman e Alcinea Cavalcante, especial para O Estado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.