Chico Ribeiro
Chico Ribeiro

Candidatos de PSDB e PDT farão segundo turno no Mato Grosso do Sul

O candidato do PSDB, Reinaldo Azambuja, teve 44,61%% dos votos, enquanto Juiz Odilon, do PDT teve 31,67%.

Tainá Jara, especial para o Estado, O Estado de S. Paulo

07 Outubro 2018 | 18h52

Com 100% das urnas apuradas, está definido que os candidatos Reinaldo Azambuja (PSDB) e Juiz Odilon (PDT) vão disputar o segundo turno em Mato Grosso do Sul. O segundo turno está marcado para o dia 28 de outubro. O candidato do PSDB teve 44,61%% dos votos, enquanto o candidato do PDT teve 31,67%.

Em terceiro lugar, com 11,65% ficou Junior Mochi (MDB). Seguido de Humberto Amaducci (PT), 10,16%; Marcelo Bluma (PV), 1,28%, e João Alfredo (PSOL), 0,62%. Os votos brancos somam 4,65% e os nulos 7,89%. Abstenções foram de 21,22% do total de eleitores.

A disputa no primeiro turno foi marcada por denúncias de corrupção contra o candidato tucano, atual governador do Estado. Ele é acusado de recebimento de propina em troca de isenção fiscal para empresários. Juiz aposentado, o candidato do PDT afirmou durante toda a disputa era campanha do “tostão contra o milhão”, já que o Azambuja é um dos governadores mais ricos do País. 

Veja também o resultado parcial da eleição para o Senado

Com 100% das urnas apuradas na disputa ao Senado, os candidatos Nelsinho Trad (PTB) e Soraya Thronicke (PSL) foram eleitos, com 18,37% e 16,19% dos votos. Moka, do MDB, ficou em terceiro, com 15,48%, seguido de perto por Marcelo Miglioli, do PSDB, com 15,07% dos votos. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.