PSL / RR
PSL / RR

Antonio Denarium, do PSL, é eleito governador de Roraima; veja o resultado das eleições

Candidato do PSL alcançou 53,34% dos votos válidos e superou o rival do PSDB, José de Anchieta

Cyneida Correira, especial para O Estado

28 de outubro de 2018 | 18h40
Atualizado 28 de outubro de 2018 | 23h28

O candidato do PSLAntonio Denariumfoi eleito neste domingo, 27, governador de Roraima. Com 100% das urnas apuradas, Denarium teve 53,34% dos votos válidos. O segundo colocado, José de Anchieta, do PSDB, teve 46,66% dos votos.

Empresário de sucesso no Estado, Denarium atua na agropecuária, no ramo imobiliário e no comércio de alimentos. Nunca exerceu nenhum cargo político antes de ser eleito governador do Estado, mas venceu a eleição 'surfando' na onda bolsonarista e afirmando que trabalhará contra a corrupção. Roraima é um dos estados onde Jair Bolsonaro ganhou quase 70% dos votos.

“Agradeço muito ao povo de Roraima pela vitória. Vou administrar esse Estado do jeito certo e tenho a certeza de poder fazer em 4 anos o que ninguém fez nos últimos 20. Estancar os desvios de recursos, acabar com as supervalorizações de contratos e promover o destino certo dos recursos do estado. Dinheiro há e muito, o que precisa é ser bem administrado” declarou.

Dados das eleições 2018

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral do Estado (TSE-RR), até o fim da votação, 18 urnas precisaram ser trocadas. Nos 15 municípios de Roraima, 333.969 eleitores participaram do processo para definir nos 320 locais de votação o próximo presidente da República e o governador estadual.

Registro de violência

A eleição em Roraima foi marcada por uma confusão entre eleitores por conta de venda de camisetas dos candidatos do PSL no dia da eleição. Uma briga generalizada entre apoiados dos dois candidatos ao governo terminou com o saldo de um idoso ferido com um pedaço de madeira e um policial atirando para o alto.

Também houve registro de uma jovem que afirmou ter sido expulsa de um táxi lotação por usar uma camiseta vermelha de um candidato. O taxista que vota no candidato opositor teria tido um acesso de raiva e expulsado a jovem que estava acompanhada da mãe de dentro do veículo e deixado elas no meio da rua.

O último registro foi de um mesário acusado de pedir votos para um candidato ao governo que foi preso em flagrante pela Polícia Civil de Roraima em Rorainópolis. Segundo testemunhas, o mesário estava na fila de uma das sessões pedindo votos, conduta proibida e que caracteriza a conhecida "boca de urna".

Roraima é o menor Estado é o menos populoso do País, com uma população de 522 mil habitantes, segundo estimativas de 2017 do IBGE. Sua economia é baseada no contracheque, pois a maioria da população ativa é de servidores públicos e tem o menor PIB do País, representando 0,15% da economia brasileira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.