'Vantagens' engordam folha

Em janeiro, reportagem do Estado revelou que magistrados do Tribunal de Justiça do Rio recebiam supersalários que variavam de R$ 40 mil a R$ 150 mil ao mês, bem acima do salário base, que é de pouco mais de R$ 24 mil. A remuneração é incrementada com o que eles chamam de "vantagens eventuais", que inclui gratificações, férias, auxílios, correções, gratificações, abonos, entre outros. Em dezembro de 2011, um magistrado desembargador recebeu R$ 511 mil. No total, dos 177 desembargados do TJ do Rio, 72 receberam mais de R$ 100 mil.

O Estado de S.Paulo

26 de março de 2012 | 03h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.