Vaia na Copa das Confederações

A presidente Dilma Rousseff foi vaiada duas vezes na cerimônia de abertura da Copa das Confederações no dia 15 de junho do ano passado, antes da partida entre as seleções do Brasil e do Japão, no Estádio Nacional de Brasília (Mané Garrincha). A primeira foi ao fazer um breve pronunciamento declarando que estava aberta oficialmente a competição. Até então, o público aplaudia a tudo.

O Estado de S.Paulo

22 Janeiro 2014 | 02h05

Diante das vaias, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, que estava ao lado de Dilma na tribuna do estádio e também fez um discurso oficial, pediu educação aos torcedores. "Amigos do futebol brasileiro, onde está o respeito e o fair play (jogo limpo), por favor?", disse o dirigente suíço.

Ao ser citada por Blatter, Dilma foi vaiada novamente. Ela ficou visivelmente constrangida com a situação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.