UNE critica 'sanha condenatória'

Origem política de José Dirceu, que foi preso quando seria eleito seu presidente, a União Nacional dos Estudantes considera "injusta" a condenação do petista e classifica como "sanha condenatória" a disposição do STF de mandar para a cadeia parte dos envolvidos no mensalão. "A UNE acha injusta a condenação, independentemente da pena", disse o presidente da entidade, Daniel Iliescu. "A UNE tem todo o direito de discordar do STF porque fez isso há 20 anos e ajudou a livrar o Brasil do ex-presidente Fernando Collor, que a Corte absolveu." Para Iliescu, os ministros não provaram o mensalão na forma denunciada pelo ex-deputado Roberto Jefferson; assim não haveria condições de dizer que Dirceu era o "chefe da quadrilha". Não está nos planos da UNE, no entanto, fazer um ato em defesa do ex-ministro. / LISANDRA PARAGUASSU

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.