'Tudo indica que ele será o candidato', admite Rui Falcão

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, afirmou ontem que o ministro da Educação, Fernando Haddad, deve mesmo ser o candidato do partido à Prefeitura de São Paulo em 2012. "Tudo indica que ele será o nosso candidato." O petista chegou a tratar como fato a candidatura, quando abordou a participação do ex-presidente Lula na campanha. "Ele (Haddad) tem capacidade, interlocução, terá o apoio de todo o partido. E o presidente, assim que se recuperar, participará da campanha também."

O Estado de S.Paulo

02 de novembro de 2011 | 03h05

O presidente do PT lembrou ainda que o ministro angariou a maior parte dos apoios das lideranças petistas na capital paulista. "O Haddad está com o apoio da maior parte dos vereadores, das lideranças políticas da cidade, meio que prenunciando até um resultado", disse.

Falcão, no entanto, ressalvou que a candidatura do ministro ainda não está oficializada e há outros pré-candidatos na disputa, além de Marta Suplicy. "Eles terão de ser ouvidos para ver se mantêm os seus nomes. A prévia não é só entre a Marta e o Fernando Haddad."

O presidente petista sustentou que a presidente Dilma Rousseff fez o que achava "mais conveniente" ao pedir que Marta abra mão de concorrer à Prefeitura, ou, nas palavras dele, "de pedir para Marta desempenhar o papel importante que ela tem no Senado". / FERNANDO GALLO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.