Tucano usa Alckmin como avalista de que ficará no cargo

Outra inserção que começou a ser veiculada pela campanha de José Serra (PSDB) é uma em que o governador Geraldo Alckmin aparece como uma espécie de avalista do tucano ao garantir na TV que, se eleito, ele cumprirá o mandato inteiro. "Serra vai ficar os quatro anos e poderemos estar juntos, governando unidos, pelo bem de São Paulo", disse Alckmin, que fica no Palácio dos Bandeirantes até 2014 e já articula a candidatura à reeleição.

O Estado de S.Paulo

18 de setembro de 2012 | 03h10

Em 2006, Serra deixou a Prefeitura com um ano e três meses de mandato para se candidatar ao governo paulista. A renúncia ao cargo tem sido explorada pelos adversários. O próprio candidato do PSDB já usou o horário eleitoral para justificar o fato de não ter ficado os quatro anos na Prefeitura e garantir que, desta vez, cumpriria o mandato. De acordo com Serra, ele deixou o cargo para evitar que o PT vencesse as eleições ao governo. / I.P.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.