Andre Dusek/Estadão
Andre Dusek/Estadão

TSE julgará 2 mil recursos de candidatos até dezembro

Dados apresentados pela ministra Cármen Lúcia mostram que, até agora, foram julgados 5.433 processos

Mariângela Gallucci, de O Estado de S. Paulo

06 de novembro de 2012 | 19h29

BRASÍLIA - Passada a eleição, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ainda tem de julgar cerca de 2 mil recursos envolvendo candidatos que disputaram cargos de prefeito e vereador. A presidente do TSE, Cármen Lúcia Antunes Rocha, afirmou nesta terça-feira, 6, que todos os processos serão julgados até 19 de dezembro, data limite para a diplomação dos eleitos.

A presidente do TSE fez a previsão durante entrevista concedida a jornalistas após uma reunião de avaliação das eleições da qual participaram presidentes dos tribunais regionais eleitorais (TREs). Conforme os dados divulgados por Cármen Lúcia, 8.383 processos relacionados à eleição chegaram ao TSE dos quais 7.703 tratavam de registros de candidaturas. Até agora foram julgados 5.433 processos.

Depois do primeiro turno o tribunal teve de julgar processos para definir se haveria ou não segundo turno em algumas cidades. Uma dessas decisões garantiu a Rubens Bomtempo (PSB) o direito de disputar o segundo turno da eleição para prefeito de Petrópolis com Bernardo Rossi (PMDB). Antes, o TRE do Rio tinha recusado o pedido de registro da candidatura de Bomtempo alegando que no passado, quando prefeito da cidade, ele teve as contas rejeitadas. O político acabou ganhando a eleição.

A expectativa no TSE é que não deverão ocorrer mudanças significativas quando os recursos que ainda estão pendentes forem julgados. Segundo informações divulgadas pelo tribunal, a Corte já identificou e julgou a maioria dos casos que poderiam influenciar no resultado das eleições.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2012TSErecursos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.