Filipe Araujo/Estadão
Filipe Araujo/Estadão

TSE conclui preparação de sistema de urnas eletrônicas para a eleição

Segundo o tribunal, a partir do início do funcionamento do sistema não é mais possível inserir qualquer arquivo que não provenha de urnas eletrônicas

O Estado de S.Paulo

27 de outubro de 2018 | 17h37

Em cerimônia realizada neste sábado (27), o secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal Superior Eleitoral, Giuseppe Janino, oficializou o início do funcionamento do sistema de gerenciamento de totalização do segundo turno das eleições 2018. É quando o sistema de contagem e totalização de votos deixa de operar em ambiente de teste, além de ser atestada a inexistência de votos computados.

A partir do início do funcionamento do sistema não é mais possível inserir qualquer arquivo que não provenha de urnas eletrônicas oficiais, programadas para funcionarem somente neste domingo (28), das 8h às 17h do horário local de cada unidade da Federação. Após a finalização do procedimento, realizado por meio de uma senha específica para esse fim, foi emitida a zerésima, um relatório impresso que comprova a ausência de votos computados no sistema.

Segundo Giuseppe Janino, a oficialização é mais uma ação de transparência e lisura do pleito. “Esse procedimento fecha a cadeia de segurança de todo o sistema de votação eletrônica, que vai da saída do resultado das urnas até a totalização dos votos”, explicou. A oficialização também marca o momento em que os 27 Tribunais Regionais Eleitorais iniciam seus próprios sistemas, o que aconteceu exatamente ao meio dia de hoje, horário de Brasília.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.