TRE-RJ nega registro de Cesar Maia para concorrer ao Senado

Candidato foi enquadrado no 'Ficha Limpa' devido a condenação por utilizar recursos públicos para a construção da igreja de São Jorge

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

18 de agosto de 2014 | 20h53

 O ex-prefeito e atual vereador do Rio Cesar Maia (DEM-RJ) teve o registro de sua candidatura ao Senado indeferido pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ) durante sessão realizada nesta segunda-feira. Três desembargadores votaram pela impugnação, enquanto dois votaram contra. Cesar Maia ainda pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral.

O Ministério Público Eleitoral pediu o indeferimento da candidatura alegando que Maia se enquadra na Lei da Ficha Limpa, que proíbe de disputar cargos eletivos políticos condenados por órgãos colegiados da Justiça. Em maio, Cesar Maia foi condenado em segunda instância pela 21ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio por improbidade administrativa. Em 2005, quando era prefeito, ele usou recursos públicos para a construção da igreja de São Jorge, em Santa Cruz (zona oeste do Rio).

Maia é candidato ao Senado pela coligação que apoia a reeleição do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB). Seu principal concorrente é o ex-jogador de futebol e atual deputado Romário (PSB). Na pesquisa mais recente feita pelo Instituto Datafolha, que ouviu 1.317 eleitores em 31 cidades do Estado do Rio nos dias 12 e 13 de agosto, Romário tinha 29% das intenções de voto, enquanto Maia tinha 23%. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral com os números RJ-00019/2014 e BR-00362/2014.

Os suplentes de Maia, Ronaldo Cezar Coelho (PSD) e Jorge Coutinho (PMDB), também tiveram suas candidaturas impugnadas, na sessão desta noite, por problemas de documentação. Nestes casos também é possível recorrer, segundo o TRE-RJ. 

Mais conteúdo sobre:
EleiçõesCésar MaiaTRE-RJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.