TRE-PI pede reforço de tropas federais para 38 municípios no 2º turno

Após ocorrências de crimes eleitorais no 1º turno, tribunal justifica pedido para garantir tranquilidade no dia da votação

Luciano Coelho - especial para O Estado, O Estado de S. Paulo

17 de outubro de 2014 | 16h05

Teresina - O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) solicitou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o envio de tropas federais para reforçar a segurança no segundo turno em doze zonas eleitorais no Piauí, que compreendem 38 municípios. O pedido foi formalizado pelos juízes eleitorais e apreciado nesta sexta-feira, 17, pelo TRE-PI. O presidente do Tribunal, desembargador Edvaldo Moura, encaminhou ofício ao Tribunal Superior Eleitoral.

O pedido atende à solicitação dos juízes eleitorais em várias zonas eleitorais alegando um clima de tensão, acirramento de ânimos e clima de intranquilidade para as eleições, além disso, os magistrados relatam a insuficiência de policiais nos municípios.

De acordo com o TRE-PI, no processo relatado pelo juiz federal Francisco Hélio Camelo, justificando que a presença de tropas federais é necessária nestes 38 municípios. O pedido ainda vai ser apreciado pelo Tribunal Superior.

Como justificativa para o pedido, foi citado o temor de que venha a ocorrer o cerceamento ao exercício da cidadania do eleitor, visto que houve diversas ocorrências no primeiro turno. No primeiro turno foram pedidos reforço na segurança com tropas federais para 25 zonas eleitorais, que compreendiam 74 municípios.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesPiauí

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.