TRE não irá pedir tropas federais no 2º turno da eleição do Rio

No primeiro turno da eleição, Forças Armadas atuaram para garantir a segurança de eleitores na cidade

Andréia Sadi, do estadao.com.br

07 de outubro de 2008 | 18h31

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio não vai pedir a presença de tropas federais na campanha do segundo turno na cidade, segundo informou a assessoria do órgão ao estadao.com.br. A decisão foi tomada em reunião fechada entre o presidente do TRE, Alberto Motta Moraes e outros membros.  Veja Também: Especial: Perfil dos candidatos no Rio  Vereador digital: Depoimentos e perfis de candidatos em São Paulo   Tire suas dúvidas sobre as eleições  Na primeira fase da eleição, o Tribunal solicitou o reforço para garantir a segurança dos eleitores na cidade, após ameaça de tráfico e milícias nos morros cariocas.  "Estamos avaliando permanentemente a situação, e devo me reunir na próxima semana com o ministro Britto. Neste momento, as tropas estão desmobilizadas e a Corte avaliou que não é necessário mantê-las no mesmo tipo de operação que ocorreu na campanha do primeiro turno", disse o desembargador, segundo a assessoria.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2008RioTropas federais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.