TRE monitora grupo de 30 candidatos a vereador ligados a grupos de milícias

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro monitora um grupo de 30 candidatos a vereador ligados a grupos milicianos que atuam na região metropolitana. A lista foi elaborada pela Secretaria de Estado de Segurança. Nenhum deles responde a inquérito. Conforme o presidente do TRE-RJ, desembargador Luiz Zveiter, todas as atividades de campanha dessas pessoas estão sendo acompanhadas pela Justiça Eleitoral. "Se recebermos alguma denúncia ou percebermos práticas irregulares, vamos abordá-los imediatamente." A lista pode ser maior, pois os nomes informados pela Segurança são apenas de candidatos suspeitos. Pessoas usadas como candidatos laranjas não estão na lista. Zveiter já formalizou no Tribunal Superior Eleitoral pedido para que tropas federais sejam destacadas para monitorar a campanha e a eleição em pontos críticos, como favelas não pacificadas e áreas de milícia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.