DIDA SAMPAIO/ESTADÃO
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

TRE define que eleições em Macapá serão em 13 e 27 de dezembro

Novo calendário precisa ser aprovado pelo TSE, que já confirmou o adiamento da votação

Camila Turtelli, O Estado de S.Paulo

13 de novembro de 2020 | 20h14

BRASÍLIA – O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Amapá decidiu nesta sexta-feira, 13, realizar os dois turnos das eleições municipais de Macapá nos dias 13 e 27 de dezembro. O novo calendário precisa ainda ser aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Na quinta-feira, 12, a Justiça acatou adiar a votação devido ao apagão em 13 municípios do Estado, incluindo a capital, que sofrem com problemas de fornecimento de energia. Na quinta-feira, 12, o TSE confirmou a decisão do presidente da Corte, ministro Luís Roberto Barroso, que suspendeu as eleições municipais em Macapá  ‘até que se restabeleçam as condições materiais e técnicas para a realização do pleito, com segurança da população’. Durante a sessão desta sexta-feira, o juiz  Jucelino Fleury Neto defendeu a imparcialidade da corte e da decisão sobre se adiar as eleições. 

“A prorrogação não foi pra atender interesses políticos, mas para preservação da população”, disse. O juiz Marcus Quintas também reforçou o discurso. “Essa decisão foi pautada única e exclusivamente por dados técnicos”, disse Quintas.  “O fator segurança foi preponderante para que tomássemos essa decisão."

Como mostrou o Estadão, a decisão de Barroso se deu após uma conversa reservada com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) – um dos principais cabos eleitorais da candidatura de seu irmão, Josiel Alcolumbre (DEM), à prefeitura da capital de Macapá. Segundo a última pesquisa Ibope, divulgada nesta quarta-feira, Josiel Alcolumbre caiu nove pontos porcentuais em relação ao último levantamento, mas ainda lidera acorrida, com 26% das intenções de voto. Por outro lado, Patrícia Ferraz (Podemos) e Dr. Furlan (Cidadania), que aparecem em segundo e terceiro lugar na mesma pesquisa, oscilaram positivamente – aparecem com 18% e 17% da intenção devotos, respectivamente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.