Alex Silva / Estadão
Alex Silva / Estadão

Tomás Covas: companheiro do pai desde o início da campanha

Filho de Bruno Covas diz que pretende entrar na juventude do PSDB quando completar 17 ou 18 anos

Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

30 de novembro de 2020 | 05h00

Líderes tucanos e militantes reunidos na frente do escritório estadual do PSDB, nos Jardins, foram surpreendidos por um discurso do filho do prefeito, Tomás Covas, de 15 anos, no início da noite de 15 de novembro. “Vamos ganhar com muito pé no chão”, disse o estudante do ensino médio. “Se Deus quiser, vamos pegar o (Guilherme) Boulos e provar que em São Paulo o radicalismo não tem vez.”

Ao Estadão, o filho único de Bruno Covas contou que o discurso não havia sido combinado. “Falei um pouco do que acho do outro candidato, que é despreparado”, explicou.

A presença do jovem ao lado do pai foi uma constante desde o início da campanha. Ele esteve em todos os debates e participou do primeiro programa do horário eleitoral. “Pretendo entrar na juventude do PSDB quando fizer 17 ou 18 anos. Eu tenho vontade de fazer política”, afirma.

A imersão de Tomás começou há tempos. “Acompanho desde que ele era deputado estadual. Estava também no impeachment da Dilma.”

O prefeito reeleito não esconde a alegria. “Qualquer pai fica feliz ao saber que é uma referência. Independentemente da escolha que ele fizer, me enche de orgulho.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.