Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Todos querem ser 'amigo de Barbosa'

Em Paracatu, sua cidade natal, ministro é elogiado até por candidato do PT

DÉBORA BERGAMASCO, O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2012 | 03h08

A disputa pela Prefeitura de Paracatu, no noroeste mineiro, tem um ponto de convergência entre candidatos do município: conseguir pegar carona na popularidade do ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa, nascido e criado até os 16 anos na cidade. Para isso, prometem, se eleitos, prestar ao ministro algum tipo de homenagem, como erguer uma estátua dele, por exemplo.

Considerado algoz dos petistas, o relator do mensalão é alvo de ambição até do candidato do PT, Almir Paraca. Preocupado com o esgotamento, previsto para daqui a 30 anos, da mina de ouro que sustenta a economia do município, o plano de governo de Paraca envolve em cheio o ministro.

"Trabalharei para diversificar a economia da cidade, investindo no turismo. E ninguém melhor que Joaquim Barbosa para ajudar a divulgar as nossas belezas históricas. Principalmente em Brasília, onde as pessoas têm dinheiro", afirmou o petista, que diz ter ajudado na indicação de Barbosa ao STF. Segundo Paraca, o "mensalão" não entrou na campanha local.

O ex-jogador do Palmeiras e candidato a vereador Dario Alegria (PSB) é "primo distante" de Barbosa. O site de sua campanha exibe uma frase de apoio do parente-celebridade: "Você, Dario, tem que ser um bom vereador pois você servirá de exemplo para todos como foi no futebol". Em retribuição, o candidato promete, caso conquiste uma cadeira no Legislativo municipal, propor a construção de uma estátua do ministro. "Porque ele é um orgulho, um exemplo para a cidade." Outro prefeiturável, Dr. Bebeto (PTB) promete homenagear o ministro com um busto. "É uma ótima pedida."

A gestão do atual prefeito, Vasco Praça Filho, do PMDB, incluiu recentemente um mural com fotos do ministro na Casa de Cultura do município, na seção de famosos paracatuenses. O candidato peemedebista, Edmundo de Sá, é outro que diz se orgulhar do ilustre conterrâneo.

Atualmente, Barbosa é pouco visto em Paracatu. Apesar de ser motivo de orgulho, ele deixou chateados os passistas de uma escola de samba da cidade. No ano passado, o ministro foi o tema do desfile, com o samba-enredo A Cor do Amor. Mas não compareceu e nem mandou agradecer a homenagem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.