TJ vai gastar R$ 145 milhões

O presidente do TJ de São Paulo, Ivan Sartori, mandou pagar no dia 23 de março o auxílio-alimentação a todos os magistrados do Estado, retroativamente a 14 de abril de 2006 - a corte terá de arcar com despesa de R$ 145 milhões, em valor não atualizado. Sartori ignorou parecer da Comissão Salarial do TJ que, por unanimidade, vetou o benefício. Ele se baseou na Resolução 133 do CNJ, cujo relator foi o procurador Felipe Locke. No Órgão Especial do TJ a concessão da verba encontra forte resistência da ala mais severa da toga. Sartori informou a seus pares que já mandou incluir o auxílio-alimentação na folha dos juízes, mas disse que o acumulado ainda não será liberado. / F.M.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.