Joel Vargas/Prefeitura de Porto Alegre - 26/5/2017
Joel Vargas/Prefeitura de Porto Alegre - 26/5/2017

TJ-RS volta a autorizar retomada de impeachment de Marchezan

Processo de afastamento de prefeito de Porto Alegre tem novo capítulo

Lucas Rivas, especial para o ‘Estadão’, O Estado de S.Paulo

30 de setembro de 2020 | 21h19

PORTO ALEGRE – A batalha jurídica travada em torno do processo de impeachment  do prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Junior (PSDB), que busca a reeleição, teve um novo capítulo nesta quarta-feira, 30.

O desembargador Alexandre Mussoi Moreira, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, suspendeu a decisão de primeiro grau que havia anulado a sessão que abriu o processo contra Marchezan. O magistrado não apontou ilegalidades durante a tramitação dos trabalhos no Legislativo.

Com isso, o impeachment voltará a correr na Câmara Municipal de Porto Alegre.

Na esfera judicial, o processo já tinha sido suspenso e retomado posteriormente. Marchezan é acusado de utilizar recursos do Fundo Municipal de Saúde para campanhas de publicidade. Ele nega que tenha cometido irregularidades.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.