TCU vai apurar se houve venda de pareceres

O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), José Múcio, pediu ontem a abertura de sindicância para apurar suposto envolvimento de servidores no esquema de venda de pareceres técnicos em favor de empresas. O Estado revelou ontem que o ex-auditor do tribunal Cyonil da Cunha Borges de Faria Júnior, que delatou a máfia dos pareceres, informou à Polícia Federal a existência de um possível "esquema de fraudes a licitações e contratos no órgão", com participação de funcionários da Secretaria Técnica e dos gabinetes de Múcio e do ex-ministro Marcos Vinícius Villaça, que se aposentou. As investigações do TCU vão ficar a cargo da corregedoria.

BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

28 de novembro de 2012 | 02h06

'Central de empregos'. O procurador da Fazenda Nacional no Amapá, Evandro Gama, também recorreu a Paulo Vieira, ex-diretor da ANA. Em e-mail enviado no dia 26 de agosto de 2011, ele listou cargos que desejava ocupar. Segundo Gama disse ao Estado, porém, não se tratava de "nada demais, apenas um envio de currículo". Mais três pessoas receberam o mesmo e-mail.

Gama, que já foi assessor da subchefia de Assuntos Jurídicos da Casa Civil da Presidência, de 2004 a 2005, e ministro substituto da Advocacia-Geral da União (AGU), entre 2007 e 2009, disse ter conhecido Vieira em sua passagem por Brasília.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.