'Surpreso', Calabi põe Corregedoria para investigar caso

O secretário de Estado da Fazenda, Andrea Calabi, determinou abertura de procedimento na Corregedoria da Coordenação de Administração Tributária. A medida foi tomada na tarde de quinta-feira, com base em informações que Calabi recebeu sobre a investigação contra o juiz Élcio Fiori Henriques. "Vamos verificar se de fato há ilícito e ver como podemos contribuir com essa apuração do Ministério Público e com a Justiça", disse o secretário.

O Estado de S.Paulo

11 de maio de 2013 | 02h07

Calabi revelou ter ficado surpreso com os termos da acusação que pesa contra o juiz do Tribunal de Impostos e Taxas. "Surpreende porque temos procedimentos e sistemas de controles que consideramos bastante avançados. Internamente criamos processos de filtros e controle muito forte até para proteção dos integrantes das carreiras contra qualquer vício, como parece que é o caso. Lamento imensamente que essas questões aconteçam. Vamos apoiar a Justiça e o Ministério Público."

O secretário da Fazenda alerta que "agente público tem que dar conta de suas atividades". Ele não admite que pairem suspeitas sobre as ações da pasta, mas anotou que a investigação ainda está no começo. Em janeiro, depois que a Operação Lava-Rápido flagrou elo de servidoras com roubo de processos de autuações a empresas, a Fazenda agiu rapidamente e as demitiu. / F.M.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.