Bruno Ribeiro/Estadão
Bruno Ribeiro/Estadão

Suástica, KKK e "#Mito" aparecem pichados em colégio da zona oeste de SP

Pichação foi em muro de escola pública a 250 metros de colégio judaico

Bruno Ribeiro, O Estado de S. Paulo

19 de outubro de 2018 | 17h11

SÃO PAULO - O muro recém pintado da Escola Estadual Conselheiro Antônio Prado, na Rua Albuquerque Lins, Barra Funda, zona oeste de São Paulo, amanheceu nesta sexta-feira, 19, com pichações de uma suástica, as letras KKK e a expressão "#mito". A Secretaria Estadual da Educação informou que o muro será repintado, mas que a direção da escola não registrou boletim de ocorrência por causa do ato de vandalismo. 

A escola é de alunos do primeiro ciclo do ensino fundamental (de 6 a 9 anos) e, ainda segundo a secretaria, a instituição de ensino desenvolve trabalho de mediação de conflitos para casos de bullying e racismo. O muro pichado fica a um quarteirão de distância de uma escola para garotos judeus.

A suástica é o símbolo do regime nazista da Alemanha, que nas décadas de 1930 e 1940 perseguiu e exterminou judeus. KKK, da Ku Klux Klan, é uma organização racista dos Estados Unidos que prega a supremacia de brancos em relação a negros. No começo desta semana, seu ex-líder, David Duke, afirmou que o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) "soa" como a organização, ao citar o nacionalismo do candidato. "Mito" é como parte dos apoiadores de Bolsonaro o chamam nas redes sociais e em grupos de WhatsApp.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.