Soninha critica PT por troca de alianças por cargos

A candidata do PPS à Prefeitura de São Paulo, Soninha Francine, disse hoje não ter ficado surpresa com a aliança entre o PT e o deputado federal Paulo Maluf. "O PT fez alianças em troca de cargos. o Ministério das Cidades, criado no governo do PT, e que é cada vez mais importante num mundo cada vez mais urbano, há muito tempo é cota do PP, partido do Maluf", afirmou. "o espantoso para mim é que as pessoas ainda se surpreendam."

SILVANA MAUTONE, Agência Estado

23 de junho de 2012 | 14h23

O PP homologou nesta semana seu apoio à pré-candidatura do petista Fernando Haddad à Prefeitura de São Paulo. Após a formalização do apoio de Maluf a Haddad, que contou com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a deputada federal Luiza Erundina (PSB) abriu mão da vaga de vice na chapa encabeçada pelo PT.

Agora Haddad busca um novo vice. Surgiram notícias de que teria sido sondado o advogado petebista Luiz Flávio D''Urso para uma coligação, mas ontem Haddad negou que o convite tenha sido feito.

O PPS formaliza neste sábado a candidatura de Soninha Francine à Prefeitura de São Paulo por meio de uma coligação com o PMN (Partido de Mobilização Nacional), que indicou o candidato a vice na chapa, Lucas Albano. A convenção eleitoral que formaliza a candidatura está sendo realizada no plenário da Câmara Municipal de São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012São PauloPPSSoninha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.