Solange classifica César Maia de mago das finanças

Candidata do DEM à prefeitura do Rio disse que o governo de Maia tem 'inúmeros acertos e alguns erros'

Adriana Chiarini, Agência Estado

27 de agosto de 2008 | 16h51

A candidata a prefeita do Rio Solange Amaral (DEM) voltou a defender o atual prefeito, Cesar Maia, seu padrinho político e colega de partido, no final da quinta das sabatinas do Grupo Estado com os candidatos ao cargo. Porém, ressalvou que ele é uma pessoa e ela é outra. De acordo com Solange, o governo de Maia "tem inúmeros acertos e alguns erros".   Veja também: Especial: Perfil de Solange Amaral  Solange Amaral diz que é possível fazer mais moradias populares Se eleita, meu primeiro ato será procurar Lula, diz Solange 'Não chamei Lula de chefe de quadrilha', ironiza Solange Amaral Solange Amaral quer maior integração entre esferas na saúde As regras para as eleições municipais  Tire suas dúvidas sobre as eleições de outubro   A deputada federal evitou, porém, apontar os erros de Maia, a quem chamou de "mago das finanças e grande economista". Pressionada a citar um erro do atual prefeito, disse que ela mudaria "a questão da publicidade" e explicou que "ele não anuncia nada". Segundo Solange, essa característica o leva a receber mais críticas e ataques parciais. Segundo ela, Maia é criticado "por fazer muitas obras e gerar empregos".   Procurou, no entanto, diferenciar-se dele. "Serei uma prefeita pós-Cesar", declarou. Ela afirmou querer "cuidar mais das pessoas" como diferença em relação à gestão atual. Também disse que anda pensando em convidar o prefeito para participar de seu governo. No entanto, disse que ainda não falou com ele sobre isso. Sobre os baixos níveis de popularidade do prefeito nas atuais pesquisas eleitorais, Solange afirmou que defende o que acredita e não o que acha que vai agradar mais ao eleitor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.