Sócio de ministro na P-21 abandona cargo na prefeitura

Para evitar "constrangimento indevido", o sócio do ministro Fernando Pimentel na empresa P-21 Consultoria e Projetos, Otílio Prado, deixou ontem a assessoria do prefeito Márcio Lacerda (PSB), de Belo Horizonte. Extra-oficialmente, circula a versão de que Lacerda o teria convencido a sair, para blindar sua gestão das denúncias sobre serviços prestados pela P-21.

O Estado de S.Paulo

09 de dezembro de 2011 | 03h08

Um aliado relata que Otílio se sentiu atingido ao ser divulgado que uma empresa de seu filho, Gustavo Prado, seria cliente da P-21 e teria recebido dinheiro da construtora HAP Engenharia. Em carta, Otílio diz que "inexiste incompatibilidade" entre o cargo e sua participação na P-21. / BRUNO BOGHOSSIAN, ENVIADO ESPECIAL

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.