Hélvio Romero/Estadão
Hélvio Romero/Estadão

Skaf diz que modelo de debate na TV está defasado e deveria mudar

Emedebista avaliou debates como cansativos e disse que número de participantes atrapalha apresentação de propostas; candidatos a governador de São Paulo terão o primeiro confronto na TV na próxima quinta-feira

Silvia Araújo, O Estado de S.Paulo

11 Agosto 2018 | 19h04

O candidato ao governo do Estado de São Paulo pelo MDB, Paulo Skaf, avalia que o modelo de debates na televisão entre candidatos postulantes a cargos do Executivo está defasado. Em conversa com o Estadão/Broadcast em restaurante na região da Avenida Paulista, ele disse que o número grande de participantes acaba interferindo na dinâmica da apresentação das propostas. E a fórmula acaba sendo cansativa quando os debates se sucedem em várias emissoras até próximo da data do pleito. Para ele, um pool de TVs deveria realizar um único encontro, o que seria mais proveitoso.

Skaf e os outros candidatos a governador de São Paulo nas Eleições 2018 participarão do primeiro debate político na televisão realizado pela Band na próxima quinta-feira, 16 de agosto, a partir das 22 horas.

O emedebista afirmou não ter assistido a todo o debate entre candidatos à Presidência da República, na última quinta-feira, 9, na TV Band, mas gostou da participação do candidato de seu partido, Henrique Meirelles. "Dos pontos que assisti, Meirelles foi muito bem", disse.

Na última pesquisa divulgada para a corrida ao Palácio dos Bandeirantes, da CNT/MDA, divulgada na quarta-feira 8, Skaf aparece empatado com o candidato do PSDB ao governo de São Paulo, João Doria. O tucano tem 16,4% e o emedebista, 16,2%. Os dois se enfrentam em um primeiro debate televisivo na próxima quinta-feira (16), na Band.

A pesquisa da CNT (Confederação Nacional do Transporte), em parceria com a MDA, sobre intenções de voto para governador e senador em São Paulo, além de presidente da República, está registrada no TSE sob o número SP-04729/2018.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.