Reprodução
Reprodução

SIP premia texto do 'Estado' sobre censura

Escrito por Eugênio Bucci, artigo disseca as argumentações para o controle da informação

O Estado de S.Paulo

09 de agosto de 2012 | 07h39

O artigo "O desejo de censura", do jornalista Eugênio Bucci, publicado no caderno especial "Dois Anos de Mordaça" - que marcou os dois anos de censura judicial sofridos pelo Estado, em 31 de julho de 2011 -, foi escolhido ontem, pela Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), para receber o Prêmio "Excelência Jornalística 2011", na categoria Opinião.

No total, foram anunciados os vencedores em 12 categorias. O Grande Prêmio SIP de Liberdade de Imprensa foi concedido ao jornalista equatoriano César Ricaurte, fundador e diretor da ONG Fundamedios.

Em seu comunicado, a SIP afirma que o texto de Eugênio Bucci "defende o direito à liberdade de expressão e de imprensa, com base no manejo de categorias jurídico-políticas e conceitos éticos" e "disseca, com profundidade e estilo fluido, os argumentos prócensura com base no caso concreto de Fernando Sarney vs. o Estado". O prêmio será entregue durante a 68.ª Assembleia Geral da SIP, entre 12 e 16 de outubro, em São Paulo. Cada contemplado recebe US$ 2 mil, uma placa e um diploma.

O equatoriano Ricaurte, segundo o comunicado, "tem desempenhado um papel essencial na defesa das liberdades da imprensa e de expressão no Equador". Sua entidade destacou-se, nos últimos tempos, monitorando as agressões do governo Rafael Correa aos jornalistas.

Outros jornais brasileiros lembrados são O Dia, premiado na categoria Cobertura Noticiosa (patrocinada pelo Estado em parceria com o jornal El Nacional, de Caracas) pela reportagem "Retomada da Rocinha", que, segundo a SIP, "apresenta, com magistral riqueza argumentativa, os acontecimentos de diferentes ângulos: as forças da ordem, os narcotraficantes e os vizinhos da favela"; e Folha de S. Paulo, na categoria Relações Interamericanas Pedro Joaquín Chamorro, pela série "Segredos do Itamaraty". Produzida pelos jornalistas Rubens Valente, Fernanda Odilla e João Carlos Magalhães, a série aborda "a importância do processo de integração política entre Brasil e EUA". No ano passado, a SIP premiou o Estado na categoria Jornalismo em Profundidade, pelo caderno "Guerras Desconhecidas do Brasil", definido como "uma das melhores investigações da década".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.