SIP faz reunião de meio de ano no México

Com agenda recheada de painéis sobre o autoritarismo no continente, e sob o impacto da morte do presidente venezuelano Hugo Chávez, abre-se hoje em Puebla (México) a Reunião de Meio de Ano da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP). Além de jornalistas e empresários de comunicação de mais de 20 países, o encontro recebe, até segunda-feira, personalidades como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a blogueira cubana Yoani Sánchez, o megainvestidor Carlos Slim e um dos mais festejados intelectuais mexicanos, o historiador Henrique Krause.

GABRIEL MANZANO, ENVIADO ESPECIAL / PUEBLA, O Estado de S.Paulo

08 de março de 2013 | 02h09

"Será um programa intenso e completo", diz o diretor executivo da SIP, Júlio Munhoz. Seu propósito é abordar "a realidade que vivemos, os meios de comunicação no mundo e na América Latina em particular". No primeiro dia, o programa inclui um mergulho nos desafios da atualidade para os jornais: "A reinvenção dos diários tradicionais: deixando para trás remendos e paradigmas". Em seguida, "Transparência e acesso à informação", um balanço sobre o que os governos estão fazendo para tornar as informações acessíveis aos cidadãos.

Nos três dias seguintes, as discussões sobre o cenário político latino-americano se sucedem. No sábado, um deles discutirá o drama da Venezuela: "Quando a saúde de um só homem deixa todo um país na incerteza". Em seguida, Fernando Henrique falará sobre "Liberdade de expressão nas Américas, tendências e desafios". Um dos mais aguardados é o debate sobre mudanças políticas na Venezuela, Argentina, Equador e Bolívia, com a presença de Henrique Krause. Em paralelo, a Comissão de Liberdade de Imprensa fará balanços de cada país, entre sábado e segunda-feira, quando participam os presidentes do México, Enrique Peña Nieto, e da SIP, Jaime Mantilla.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.