SIP debate liberdade e novos modelos para o jornalismo

69ª edição da Assembleia Geral da Sociedade Interamericana de Imprensa começa hoje em Denver, nos EUA

O Estado de S.Paulo

19 de outubro de 2013 | 02h14

Os modelos alternativos de crescimento de empresas jornalísticas, direitos humanos, liberdade de imprensa e segurança nacional são os primeiros temas em debate hoje na abertura da 69.ª Assembleia Geral da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) a partir de hoje em Denver, nos Estados Unidos.

O encontro discute ainda internet, design e linguagem web (HTML5), além de notícias e publicidade em dispositivos móveis, como tablets e telefone celular. A Assembleia termina na terça, com a distribuição de 12 prêmios jornalísticos da entidade.

O painel O Sistema Interamericano de Direitos Humanos e as relações entre EUA e América Latina vai abordar ataques constantes contra a liberdade de imprensa na região. Em destaque estão também restrições ao trabalho jornalístico em países como Brasil, Equador, Peru,Venezuela, Nicarágua e Bolívia. Serão abordadas ainda questões como o futuro do Sistema Interamericano e o papel da SIP no processo.

O programa inclui debates sobre temas como a legalização da maconha nos EUA e "o complexo tema da imigração". De acordo com comunicado assinado pelo presidente da entidade, Julio Muñoz, a Assembleia da SIP vai discutir o futuro do jornalismo e a liberdade de imprensa também "do ponto de vista educacional".

No caso da imprensa norte-americana, a SIP coloca em debate o caso dos registros de chamadas telefônicas da agência The Associated Press (AP) por organismos de segurança dos EUA. E destaca como a agência lançou uma campanha legal e de relações públicas para deixar claro que a alegada segurança nacional não pode existir em detrimento da liberdade de imprensa. Nesse painel, o presidente da AP, Gary Pruitt, abordará as lições aprendidas com o episódio e "a necessidade da existência de uma vigilância constante".

De acordo com a SIP, entre os convidados estão os presidentes Barack Obama e Juan Manuel Santos, da Colômbia, além do senador Marco Rubio, da Flórida, e o ex-governador do Novo México Bill Richardson.

Alternativas. No painel sobre design e sistemas de adaptação de publicações em celular, tablets e aplicativos, o foco estará sobre a linguagem HTML5. Os painelistas programados paraa palestra são José Maria Moreno, CEO do Instituto Internacional para o Desenvolvimento de Midia (IIMD), de Madri, e Matt Kelly, da Cases e Associados, de Barcelona, que discutirão as vantagens de adaptações da web para aplicativos e investimentos em aplic ações para tablets. O moderador desse painel será Gustavo Mohme, do La República, de Lima (Peru).

No domingo, em painel da Comissão de Liberdade de Imprensa e Informação, a SIP debaterá técnicas de espionagem da Agência nacional de Segurança (NSA) e o caso de Edward Snowden, exilado na Rússia após denunciar esquemas de controle de mensagens eletrônicas e contatos telefônicos em diversos países. Já na segunda-feira, a Assembleia da SIP debaterá a legalização da maconha nos EUA e o impacto dessa legislação nos países latino-americanos. O uso do Facebook como difusor de informação também terá painel específico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.