Sigla não cobrará cargos do PT, afirma Cid Gomes

O governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), disse nessa quinta-feira, 19, ao Estado que seu partido não vai retaliar o PT pedindo os cargos nos Estados em que as legendas são aliadas. "Foi muita manifestação de fígado e pouca manifestação da razão (declarações sobre cobrar do PT os cargos nos Estados). Muito mais do que fígado", afirmou. "A reunião não tratou em nenhum momento dessa questão. Um integrante da executiva foi lá e, da sua cabeça, colocou para a imprensa essa questão", explicou o governador.

O Estado de S.Paulo

20 de setembro de 2013 | 02h03

Único dissidente na decisão da executiva nacional, Cid disse que ainda não é a hora de a sigla lançar a candidatura presidencial do governador Eduardo Campos (PE). "É melhor mantermos a aliança com o PT, apoiar a reeleição da presidente Dilma e trabalhar o fortalecimento do PSB nos Estados e no Senado."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.