Serra diz que Haddad foi ministro 'medíocre'

Tucano afirma ainda não ver 'nada de excepcional' na presença da presidente Dilma em comício do PT

ALINE BRONZATI, O Estado de S.Paulo

30 de setembro de 2012 | 03h06

O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra, disse ontem que o petista Fernando Haddad foi "medíocre" como ministro da Educação do Brasil e que não vê nada de "excepcional" na participação da presidente Dilma Rousseff no último comício do PT antes das eleições. "Trazer os apoios de dentro do seu partido é perfeitamente normal. Não vejo nada de excepcional nisso", afirmou ele, com aparência tranquila, após visitar o Museu do Futebol.

Questionado sobre a campanha de Haddad na TV exibida na sexta-feira, quando o petista apostou na comparação entre os governos FHC e Lula para conquistar eleitores, o candidato tucano classificou a estratégia do concorrente como "tró-ló-ló petista de sempre".

Na corrida final pela disputa à Prefeitura de São Paulo, Serra diz que vai continuar trabalhando e que todos os votos neste momento são importantes - numa referência ao seu possível interesse pelos eleitores dos candidatos Soninha Francine (PPS) e Gabriel Chalita, do PMDB. "Eu espero ganhar votos de todos os lados, porque é nesta hora da definição que os eleitores fazem a sua cabeça", afirmou.

Promessa. Durante a visita ao Museu do Futebol, Serra tirou fotos e conversou com eleitores. Aproveitando a ocasião, ele prometeu, se eleito, construir mais três museus na cidade: o Museu do Automóvel, no Autódromo de Interlagos; o Museu da Canção Brasileira, no Ibirapuera; e o Museu da Moda e do Vestuário. O Museu do Automóvel, segundo Serra, já teria acervo. "Nós descobrimos que os colecionadores, em grande número em São Paulo, estão dispostos a expor seus veículos lá. Só falta construir o prédio", disse ele.

Esses museus seriam construídos, de acordo com o candidato, sempre que possível em parceria com o governo do Estado. Além dos três museus prometidos, Serra falou sobre a construção do Museu da História de São Paulo, no Parque Dom Pedro. Disse que a obra está em andamento, porém com atrasos por causa de problemas no solo. "Esse problema já foi superado e logo vamos ter o Museu da História de São Paulo", ressalvou.

José Serra ainda aproveitou a visita para tecer elogios ao Museu do Futebol, destacando que a cidade de São Paulo precisa "muito de lazer e de cultura". "Este museu deu outro status ao futebol. É considerado o melhor museu de futebol do mundo pela interatividade e pela história", avaliou o tucano.

O candidato do PSDB também falou, na ocasião, sobre a preparação de São Paulo para receber a Copa do Mundo em 2014. Serra considera que a cidade está pronta desde hoje e que vai estar muito mais na época do evento esportivo. "O sistema de transporte já seria hoje aprovado pela Fifa. A capacidade do metrô vai aumentar muito com os trens novos que permitem um intervalo menor entre as viagens", concluiu o candidato tucano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.