Senado aprova PEC do diploma para jornalista

O Senado aprovou ontem, em primeiro turno, a proposta de emenda constitucional que torna obrigatória a obtenção do diploma de curso superior de jornalismo para o exercício da profissão. De iniciativa do senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), o texto contraria o Supremo Tribunal Federal, que decidiu em 2009 que a exigência do diploma atenta contra a liberdade de expressão.

ROSA COSTA / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

01 de dezembro de 2011 | 03h03

Essa emenda, aprovada por 65 a 7, e outra idêntica que tramita na Câmara são defendidas pela Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e por sindicatos. No Senado, o texto foi votado porque o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), passou por cima de um acordo que excluía a matéria das votações desta semana.

Os líderes do DEM e do PMDB, Demóstenes Torres (GO) e Renan Calheiros (AL), protestaram. O discurso mais inflamado partiu do senador Fernando Collor (PTB-AL), para quem as faculdades têm formado "jornalistas analfabetos". Para ele, a exigência "é o embrião daquilo que será o controle social dos meios de comunicação".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.