Sem Amaral e Erundina, PSB elege nova Executiva Nacional

Sem Amaral e Erundina, PSB elege nova Executiva Nacional

Carlos Siqueira, que chegou a se desentender com Marina Silva após a morte de Campos, é o novo presidente da sigla

Daiene Cardoso, O Estado de S. Paulo

13 de outubro de 2014 | 15h47

 Brasília - A cúpula do PSB elegeu nesta segunda-feira, 13, por unanimidade, a nova formação de sua Executiva Nacional. Após o pleito, novo presidente do partido, Carlos Siqueira, discursou para os membros do Diretório Nacional.


A reunião acontece num hotel em Brasília e sem a presença de Roberto Amaral, que até hoje ocupou a presidência da sigla. A deputada Luiza Erundina, que fazia parte da cúpula do PSB, também não compareceu à reunião. Segundo fontes, quando foi perguntada à plateia se alguém votaria contra a chapa única, os membros do diretório gargalharam. Ninguém se manifestou contra. 

A chapa eleita é formada por Carlos Siqueira na presidência da legenda; o governador eleito de Pernambuco, Paulo Câmara, na vice-presidência; o prefeito de Recife, Geraldo Júlio, na primeira secretaria nacional; o atual governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, na secretaria geral e na Fundação João Mangabeira; o vice-governador eleito de São Paulo, Márcio França, na tesouraria; além do atual líder da bancada na Câmara e vice na chapa presidencial de Marina Silva, Beto Albuquerque (RS), na vice-presidência de Relações Governamentais.

Tudo o que sabemos sobre:
EleiçõesPSBMarina Silva

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.