Divulgação
Divulgação

Sem a companhia do presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, João Leite vota em BH

Candidato é líder na pesquisa Ibope com 35% dos votos

Leonardo Augusto, O Estado de S.Paulo

02 de outubro de 2016 | 14h15

BELO HORIZONTE - Sem a companhia do presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), o candidato tucano à Prefeitura de Belo Horizonte, deputado estadual João Leite, votou agora há pouco depois de princípio de confusão envolvendo seus correligionários na entrada do Colégio Estadual Central, na Região Centro-Sul da capital.

Com broches de "Fora Temer", Alessandra Veiga, acompanhada do filho, gritou "golpista" no momento em que Leite começou entrevista com repórteres. Apoiadores do candidato responderam com "Lula, ladrão, vai direto pra prisão". João Leite classificou a manifestação como "parte da democracia".

O candidato, líder na pesquisa Ibope com 35% dos votos, respondeu ao rival Alexandre Kalil (PHS), segundo no levantamento do instituto, com 24%, que votou mais cedo no mesmo local. Kalil afirmou ao chegar à escola que "não conhecia a cidade", ao fazer um balanço da campanha. "Pra quem nunca viveu isso, deve ser difícil ir à periferia. Nasci em uma vila. O bonde ficava há cinco quilômetros. Essa foi a luta dos meus pais", afirmou o tucano. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.