Renata Magnenti / Estadão
Renata Magnenti / Estadão

Segundo turno em Manaus terá Amazonino Mendes e David Almeida

Candidato do Podemos teve 23,93% dos votos, enquanto o do Avante teve 22,35%

Álisson Castro, especial para o Estadão, O Estado de S.Paulo

15 de novembro de 2020 | 23h17

MANAUS - A disputa pela Prefeitura de Manaus será decidida em votação de segundo turno entre o candidato Amazonino Mendes (Podemos) e David Almeida (Avante). Com 100% das urnas apuradas, Amazonino obteve 23,91% dos votos válidos (234.088 mil votos). David conquistou 22,36% dos votos válidos (218.929 mil). A definição acontece no próximo dia 29.

Na sequência, aparecem José Ricardo (PT), com 14,28%; Ricardo Nicolau (PSD), com 12,08%; Coronel Menezes (Patriota), 11,32%; Capitão Alberto Neto (Republicanos), 7,82%; Alfredo Nascimento (PL), 3,24%; Romero Reis (Novo), 2,97%; Chico Preto (DC), 1,65%; Marcelo Amil (PCdoB), 0,29%; e Gilberto Vasconcelos (PSTU), com 0,08% dos votos. Brancos e nulos totalizaram 4,03% e 6,05%, respectivamente.

Amazonino tenta assumir pela quarta vez a Prefeitura de Manaus e se ausentou de debates no primeiro turno. David Almeida foi governador interino do Amazonas entre maio e outubro de 2017, após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ter determinado a cassação do mandato do então governador eleito José Melo.

Em vídeo divulgado em suas redes sociais, o governador Amazonino Mendes fez uma declaração sobre o resultado da eleição. “Vamos à luta. Qual a melhor solução para diminuir a dor do povo? O Amazonino traz em sua bagagem a sua história. E isto me faz, neste momento, feliz e orgulhoso”, disse.

David Almeida afirmou que pretende atrair os votos dos demais candidatos. “Eu não tenho apoio de nenhuma máquina. Em 2017, eu estava contra todos os caciques e agora estou de novo contra eles. Eu não me uni a eles, porque os caciques são os predadores na nova geração política”, afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.