Secretário diz que denúncias são 'caluniosas'

"É uma besteira sem tamanho", reagiu o secretário de Transporte, engenheiro civil Arnaldo Alves. "Há um engano, é coisa caluniosa, sensacionalista." Indignado, Alves antecipou-se e já pediu audiência com o promotor, ainda hoje. "Estou à disposição do promotor, vou levar todos os esclarecimentos a ele. Não existe nenhuma irregularidade na obra. Tem contrato, tudo assinado. São 49 bairros beneficiados." Alves atuou no Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud). Ele destacou que o projeto alcança o Centro Político Administrativo de Cuiabá. O grupo do ex-governador fica na área. "Não tem nada a ver com o nosso projeto, isso é fantasia", desabafa o secretário.

O Estado de S.Paulo

30 de novembro de 2011 | 03h06

Em nota, o Grupo André Maggi foi taxativo: "Para mudar sua sede de Rondonópolis para Cuiabá, o grupo não pleiteou nenhum beneficio junto à prefeitura ou do governo do Estado. Todas as obras e investimentos relativos ao empreendimento do novo prédio estão sendo custeados pela empresa".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.